quarta-feira, 12 de outubro de 2016

De volta à memória!

“A memória guardará o que valer a pena. A memória sabe de mim mais que eu; e ela não perde o que merece ser salvo.”

Eduardo Galeano


Três anos sem publicar no blog. Tanta coisa aconteceu de lá pra cá, que nem vale a pena explicar por que fui, muito menos por que voltei. O importante é que, daqui pra frente, minha memória poética será novamente compartilhada. Em pequenas doses, como sempre. :)


Nenhum comentário:

Postar um comentário