domingo, 30 de outubro de 2016

Alceu Valença e Orquestra Ouro Preto - Sino de Ouro

Hoje eu queria fazer um poema
Com pena dos versos de chumbo que faço
E faria um poema voando tão leve
Um poema de éter, poema de pássaro


Hoje eu faria um poema tão peixe
Nada nos seus olhos da cor do melaço
Um poema azul
Um poema marinho
Um poema pescado
Tomado de assalto


Hoje eu faria um poema tão fino
Batendo no sino
Que achei num tesouro
Num sonho dourado
Um poema magia
Depois te daria
Meu sino de ouro




















Nenhum comentário:

Postar um comentário