terça-feira, 27 de novembro de 2012

Sobre o ato de escrever

"Não escrevemos o que queremos; escrevemos o que somos. Não há como fugir a essa fatalidade. Todo o processo de escrita literária é interior. A palavra é subjetiva, e, por isso mesmo, reveladora." 


Ana Miranda. In: O Romance II


Nenhum comentário:

Postar um comentário