sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Questão de tempo

"(...) porque é uma questão de tempo e de rosas. Porque o que é bonito é o que captamos enquanto passa. É a configuração efêmera das coisas no momento em que vemos ao mesmo tempo a beleza e a morte. (...) Estar vivo talvez seja isto: espreitar os instantes que morrem."



Muriel Barbery. In: A elegância do Ouriço

Nenhum comentário:

Postar um comentário