domingo, 28 de novembro de 2010

Como o mar

"Que o amor é como o mar: sendo infinito, espera ainda em outra água se completar."




Mia Couto. In: A gorda Indiana

Nenhum comentário:

Postar um comentário