quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Desobediência

Razão,
de que me serve o teu socorro?

Mandas-me não amar,
Eu ardo, eu amo!
Dizes-me que sossegue,
Eu peno, eu morro.


Bocage


E como tem sido prazeroso desobedecer a razão... =)


Nenhum comentário:

Postar um comentário