segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Urgência

Nunca soube em que momento a diversão se converteu em ansiedade, e sentia o sangue virando espuma na urgência de vê-lo.
[...]
Acabou pensando nele como jamais imaginara que se pudesse pensar em alguém, pressentindo-o onde não estava, desejando-o onde não podia estar, acordando de súbito com a sensação física de que ele a contemplava na escuridão enquanto ela dormia.

Gabriel García Márquez. In: O Amor nos Tempos do Cólera


Hoje acordei com o coração cheio de amor... transbordando! E assim permaneci até o exato momento. =) Assim sendo, nada mais justo que postar algo do García Márquez. Ainda mais desse livro, que é lindíssimo! ;)


Nenhum comentário:

Postar um comentário