quarta-feira, 2 de junho de 2010

Cala-te

Entrega sempre a tua beleza
sem cálculo, sem palavras.
Cala-te. E ela diz por ti: eu sou.
E com mil sentidos, chega,
chega finalmente a cada um.
.
.

Rainer Maria Rilke

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário