terça-feira, 11 de maio de 2010

5

Sou um sujeito cheio de recantos.
Os desvãos me constam.
Tem hora leio avencas.
Tem hora, Proust.
Ouço aves e beethovens.
Gosto de Bola-Sete e Charles Chaplin.
.
O dia vai morrer aberto em mim.
.
.
Manoel de Barros. In: Livro sobre Nada
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário