terça-feira, 17 de novembro de 2009

Muito tempo

De repente - ou não de repente, mas tão aos pouquinhos, e tão igual todo dia que era como se fosse assim, num piscar de olhos, num virar de página - passou-se muito tempo.
.
Caio F. Abreu. In: Os Dragões não Conhecem o paraíso
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário